Descobrindo o maracatu

0
480

O Maracatu Nação Estrela Brilhante, com sede em Recife, comemora 100 anos de criação, este mês, divulgando sua arte por aqui, pela Pompéia. Entre os dias 17 de julho e 26 de setembro, percussionistas da agremiação ministrarão os cursos de maracatu e confecção de instrumentos musicais que fazem parte da programação de oficinas do Centro Cultural Pompéia.
Fundado por Cosme Damião Tavares, conhecido por “Seu Cosmo”, pescador falecido em 1955, o Estrela Brilhante, mesmo passando por dificuldades financeiras e hostilização por ter origem nos escravos, ao longo dos anos vem conquistando a admiração e o respeito do público com seu batuque contagiante e inigualável, guiado atualmente pelo Mestre Walter e pela Rainha Dona Marivalda. Já participou de diversos eventos e festivais em países como Alemanha, França, Espanha e Portugal. Em 2001 gravou o CD “Pernambuco”, com toadas e baques do maracatu.
Agora é a vez dos paulistas conhecerem um pouco mais da cultura do Estrela Brilhante. De 22 de julho a 26 de setembro, sábados das 14 às 17h, acontece a oficina de maracatu onde os alunos aprenderão a arte da percussão. O custo é de R$ 150,00, parcelados em duas vezes. A outra oficina será de 17 de julho a 11 de agosto, segundas, quartas e sextas, das 9 às 11h, das 14 às 16h ou das 19 às 21h. Os alunos aprenderão a confeccionar seus próprios instrumentos, entre eles, alfaia, abe, ganzá e caixa. Este curso custa R$ 300,00, parcelados em duas vezes, incluindo matéria-prima e o instrumento confeccionado, além de apostila didática e uma cópia do CD Pernambucano.
Segundo Fabíola Rolim, integrante do Estrela Brilhante, dia 22 de julho, a partir das 17h, haverá um “arrastão” pelas ruas do bairro com os integrantes do Estrela Brilhante e aluno, seguido por um coquetel no Centro Cultural Pompéia com mostra de fotos e vídeos, e comidas afro. “Queremos divulgar o Estrela Brilhante com festa e alegria”, finaliza Fabíola.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA