A importância da psicopedagogia

0
1266

O psicopedagogo consegue investigar adequadamente as dificuldades singulares de cada criança e intervir de maneira eficaz para a evolução e sucesso do caso.

É comum que a criança ou um adolescente tenham alguma dificuldade em sua rotina escolar. Entretanto, somente um psicopedagogo consegue analisar todo o contexto de vida dessa pessoa, que está em desenvolvimento. De acordo com a psicopedagoga Júlia Mattos Deltreggia, da Habeo – Atendimento Psicopedagógico, o olhar desse profissional e os métodos de intervenção, que são aplicados de forma contextualizada com os objetivos escolares, são capazes de sanar totalmente os problemas de aprendizagem. Dentre eles, alguns são os mais prevalentes nos dias de hoje. “Atualmente, os jovens e crianças vivem em um mundo muito cheio de informações e tecnologias, então, a concentração, ou melhor, a falta dela, prejudica absurdamente, pois estão buscando outras referências durante as aulas e acabam perdendo ali o contato com o conteúdo explicado pelos professores. Mesmo que não seja permitido o uso de recursos tecnológicos, a mente está condicionada a isso. Com os menores, a falta de atenção também é uma constância, mas não é tão prejudicial. Além desses transtornos, presentes em inúmeras crianças, jovens e adultos, existe também a falta de conectividade com o material escolhido, muitas vezes pelos pais, e o real interesse da criança, e isso prejudica, pois se não existe o real interesse, a aprendizagem se torna mecânica”, explica.
Para a psicopedagoga, os principais problemas em sala de aula de forma geral são: a falta de identificação do aluno com o conteúdo escolar, a falta de controle em relação à tecnologia, que acaba deixando os estudantes mais ansiosos e desatentos, e a ausência do auxílio e cobrança dos pais nas atividades escolares. “A psicopedagogia pode auxiliar educadores (com encontros pedagógicos e oficinas), os pais com estabelecimento de rotina adequada para os filhos e os estudantes com os conteúdos de forma diferenciada e as várias formas de aprender a mesma coisa até atingir o objetivo.”
Júlia diz que a mudança de currículo e o aumento do tempo na escola (Ensino Médio), propostos pelo governo, são positivos, mas que para que isso aconteça de modo satisfatório, deve haver um maior comprometimento dos professores e profissionais envolvidos, assim como uma boa comunicação em sala de aula e o olhar atento dos pais e responsáveis. (ND)

Habeo – Atendimento Psicopedagógico
Psicopedagoga Júlia Mattos Deltreggia
Telefones 3675-4170 e 95154-6805
jumattdel@gmail.com

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA