Navegando pela história

0
326

Kelly Monteiro
O livro, lançado em dezembro de 2006, na Livraria Cultura, reúne um acervo de mais de 500 imagens, resgatando a história da navegação fluvial, costeira e oceânica do Brasil, num período que vai de aproximadamente 1900 até a época de ouro da navegação transatlântica, na década de 1960. Este é mais um vasto trabalho de João Emílio e Carlos, que resgata e recupera um acervo visual em vias de desaparecimento, com imagens contidas em cartões-postais e álbuns de lembranças. “Naquela época, o principal meio de comunicação visual eram os cartões-postais. Eles ocupavam o lugar que hoje ocupa a tevê. Qualquer fato era registrado no postal”, lembra Carlos.
No livro, eles retratam os navios de todas as bandeiras em que vieram os antepassados de milhões de brasileiros. Rememoram os trágicos afundamentos de dezenas de navios de passageiros nacionais por parte de submarinos alemães durante a Primeira e a Segunda Guerra Mundial, determinando a entrada do Brasil naqueles conflitos, e as grandes catástrofes acontecidas em águas nacionais. Os autores também resgatam o glamour das viagens transatlânticas, com suas noites de gala e a vida ociosa a bordo durante as longas travessias.
A obra contém capítulos sobre a história da criação da frota mercante nacional e percorre as dezenas de rotas que serviam as vias fluviais e costeiras, com embarcações que marcaram época. Um capítulo especial aborda a Marinha do Brasil, com imagens de famosos navios da esquadra nacional, e há outros capítulos dedicados à história dos principais portos nacionais.
A navegação oceânica também é destacada, pois era o contato do Brasil com o mundo através de transatlânticos brasileiros que faziam a linha regular para a Europa e através dos navios de importantes companhias internacionais que serviam os portos brasileiros.
“Navios e Portos do Brasil” é uma obra de qualidade gráfica, rica em conteúdo, ilustrada por fotografias até agora inéditas ou desconhecidas. Uma fonte de pesquisa sobre o assunto e uma boa opção de leitura para as férias.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA