Doenças que exigem atenção

0
883

Foto:

Dr. José Ribamar Branco

A grande maioria das pessoas tem catapora e sarampo na fase infantil. São doenças altamente contagiosas e difíceis de serem evitadas. Apesar de serem consideradas benignas, é preciso tomar cuidado e atenção para evitar o contagio.
O médico infectologista do Hospital São Camilo, Dr. José Ribamar Branco, explica que tanto a catapora, também conhecida por varicela, como o sarampo são causados por vírus. “As duas provocam febres e depois de diagnosticadas pelo médico, o paciente deve evitar o contato com outras pessoas que ainda não tiveram as doenças”, diz ele. “A catapora apresenta febre e vesículas (pintas vermelhas com líquidos) por todo o corpo que depois formam crostas e chegam a durar duas semanas. O sarampo, por sua vez, além da febre, apresenta secreção nas faringes e vermelhidão por todo o corpo. Depois de infectado, o paciente fica imune à doença”, completa.
Após a consulta ao médico e devidamente medicado, o paciente deve repousar o máximo possível e ter alimentação adequada para evitar o surgimento de outras doenças como hepatite, pneumonia, complicações hemorrágicas que podem surgir com a baixa imunidade.
O sarampo acomete as crianças por volta dos seus primeiros doze meses de vida e a catapora aos seis anos, quando as crianças vão para a escola ou creche e têm contato com outras crianças.
As vacinas são eficazes. Para a catapora a dose é única. Contra o sarampo a vacina é dada em três fases. A primeira ao completar um ano de vida. Depois a criança deve tomar duas doses de reforço, aos 4 e aos 6 anos.
A transmissão do vírus, tanto da catapora como do sarampo, acontece por contato direto, através da saliva e das secreções respiratórias, ou por contato com o líquido do interior das vesículas, no caso da catapora.
Por esse motivo, é preciso ter uma especial atenção com as condições de higiene da pele. Evitar o contato com outras crianças é uma forma de evitar possíveis surtos.
O médico infectologista lembra que os adultos que não sabem se tiveram ou não essas doenças em sua fase infantil, devem fazer testes sorológicos. As mulheres que pretendem engravidar devem também ser vacinadas para evitar futuras complicações para ela e para o seu bebê.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA