Vem bailar comigo!!!

0
1730

Foto: Divulgação

Divulgação
Mary e Adriano, do baile Mi Corazón

Animados bailes (tango e danças de salão) animam as noites da Pompeia.

Mary Hokazono e Adriano Silva são os organizadores dos bailes que acontecem desde 2014 no Espaço 55, na Pompeia. Os dois bailes semanais acontecem às quintas e sextas, das 21h às 2h da manhã. Os ingressos custam R$ 35 (quinta) e R$ 40 (sexta).

Ao som de DJs, nas noites de quinta, o tango, música e dança de origem argentina, reina absoluto na milonga Mi Corazón. As sextas, o baile Tudo de Bom, ou TDB, tem estilo musical eclético. “São músicas para dançar como samba, bolero, forró, salsa, zouk e outros estilos”, explica Mary, organizadora dos bailes.

Divulgação
Amigos se reúnem para dançar (Divulgação)

Mary informa que os bailes têm público diferente a cada noite. “Quem gosta de tango, só vem na quinta”. Ela diz que o público mais assíduo têm entre 30, 40 anos em diante, e o clima é familiar, de amigos. “É gente que gosta de dançar.”
Mary é médica pediatra oncológica e diz que a dança, além de exercício físico, socializa e relaxa fisica e mentalmente.

Adriano Silva faz parceria com Mary na organização dos bailes. Bailarino profissional há mais de 20 anos, ele mora em Santos e utiliza a dança como terapia para pacientes da terceira idade. “Com a dança, os pacientes ganham massa muscular, melhoram o equilíbrio e se divertem”, explica.

Música de DJ com repertório para todos os gostos.
Música de DJ com repertório para todos os gostos (Divulgação)

Uma equipe de dançarinos fica à disposição de quem não tem parceiros. O serviço é pago por sistema de fichas.

O Espaço 55, onde os bailes acontecem, fica anexo a um posto de gasolina, e têm toda a estrutura necessária, bar, estacionamento, segurança e “uma pista perfeita para quem dança”, lembra Adriano. Parte da receita dos bailes é doado para a ONG Cenha, da zona Leste.

Espaço 55, Baile Mi Corazón, Rua Cayowaa, 55, Pompeia, Telefone 99212-3753, 
www.facebook.com/mary.hokazono

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA