GDPP 255 Jan19 – Notas Culturais

0
288

Memorial da América Latina. Inaugurado em 1989, o Memorial tem projeto arquitetônico do arquiteto Oscar Niemeyer e foi Idealizado pelo antropólogo Darcy Ribeiro com a finalidade de estreitar as relações do Brasil com os países latino-americanos. O Memorial fomenta a pesquisa e divulga seus resultados. Apoia a expressão da identidade latino-americana e incentiva seu desenvolvimento criativo. Coordena iniciativas de instituições científicas, artísticas e educacionais do Brasil e de outros países ibero-americanos. E difunde a história dos povos latino-americanos às novas gerações de estudantes. Instalado em 84.480 m² de área no bairro da Barra Funda, o Memorial é um convite permanente às manifestações artísticas e científicas latino -americanas. A programação é bem diversificada e conta sempre com exposições, espetáculos, feiras, palestras, entre outras atividades gratuitas e abertas à comunidade. Recentemente foi reinaugurado o Auditório Simon Bolivar, após incêndio. Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, tel. 3823-4600. www.memorial.org.br

Allianz Parque Experience é uma oportunidade de conhecer a arena mais moderna da América Latina para quem é torcedor do Palmeiras, gosta de futebol ou está na cidade a turismo. No roteiro estão as arquibancadas, os camarotes, a sala de Coletiva de Imprensa, o vestiário, o campo e os arcos do Palestra Itália (o roteiro do Allianz Parque Experience poderá sofrer alterações sem aviso prévio). Ingressos com meia entrada de R$ 27,50 de segunda a sexta e R$ 35,00 aos sábados, domingos e feriados. Crianças de 0 a 2 anos não pagam. Livre. Para agendamento de visitas de grupos envie um e-mail para tour@allianzparque.com.br. R. Palestra Itália, 200, Portão A.

Casa das Caldeiras. Com três chaminés, conjunto arquitetônico é símbolo das construção de 1920. O prédio, em tijolo aparente, produziam a energia para as fábricas das Indústrias Reunidas Francesco Matarazzo (IRFM) da região, um complexo industrial fundamental na industrialização da cidade e do país. As fábricas foram fechadas com a decadência do grupo, em 1950. A Casa das Caldeiras é o que restou daquela época e seu conjunto foi tombado em 1986 pelo Condephaat. Em 1999, foi revitalizado e posteriormente se tornou um centro cultural da cidade. Hoje, o local é um polo multicultural de música, artes, moda e gastronomia. Em geral, a maioria dos eventos que acontecem é gratuito e aberto para toda a família. Av. Francisco Matarazzo, 2.000, &Aa cute;gua Branca, tel. 3873-6696, www.facebook.com/casadascaldeiras

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA