Trovadores Urbanos em ritmo de afeto

0
367

Foto: Divulgação/Marcos Olimpio

Divulgação/Marcos Olimpio
Trovadores Urbanos, quase 30 anos de serestas

Os Trovadores Urbanos, famoso grupo de seresteiros que tem sede em Perdizes, inauguraram em março a Casa dos Trovadores com uma programação diversificada.

Criado em 1990 pela jornalista e cantora Maída Novaes, os Trovadores Urbanos desde então leva serestas às casas das pessoas com muito romantismo. Mensalmente o grupo musical realiza cerca de 400 apresentações. Inicialmente eram quatro cantores, Maída e o irmão Juca, Valéria Caram e Eduardo Santhana. Para atender a tantos pedidos, o grupo cresceu. Hoje é formado por vários cantores e cantoras que levam alegria ao público e também em aniversários, casamentos e também eventos corporativos.

O sucesso da fórmula musical dos Trovadores fez Maída criar novos formatos de apresentação como os telegramas animados, a versão infantil dos Trovadores e ações de cunho social com as visitas aos pacientes do Hospital do Câncer desde 2008. São sete CDs gravados. O repertório dos Trovadores é eclético e vai de Adoniran Barbosa a Chico Buarque. De Pixinguinha a Roberto Carlos. E segundo Maída, “Carinhoso é a música mais pedida, entre todas”. Em seus 29 anos de estrada, os Trovadores se apresentaram com grande sucesso em todo o Brasil, na Europa e nos Emirados Árabes Unidos.

Serestas de Sexta recebe o público em sua sede (Divulgação/Agnaldo Papa)
Serestas de Sexta recebe o público em sua sede (Divulgação/Agnaldo Papa)
Na sede em Perdizes, as sextas-feiras das 20h30 às 21h30, acontece a Serenata de Sexta, com a apresentação de uma cantora e um violonista. É uma oportunidade de ouvir Maída acompanhada de um violonista cantar para o público que comparece nessas apresentações semanais. A cada mês um tema diferente. Em maio, as mães serão as homenageadas. No Mural do Afeto, qualquer pessoa pode deixar sua mensagem de afeto em um EVA colorido. “É uma forma de espalhar boas mensagens de afeto pelo mundo”, explica Maída, a idealizadora.

Meditação no Escuro com o monge Daniel Calmanowitz em março (Divulgação)
Meditação no Escuro com o monge Daniel Calmanowitz em março (Divulgação)
E desde março, a sede dos Trovadores tem novidades culturais. “São experiências sensoriais, culturais e gastronômicas para o público”, explica Maída. O primeiro evento “Música e Meditação no Escuro” aconteceu no dia 30 de março e teve a participação do monge Daniel Calmanowitz. O evento, com uma hora de duração, é um convite à meditação. Toda a sala fica apagada e o convidado faz uma palestra no escuro. Os Trovadores participam com canções e o público pode se livrar do estresse e alivia a tensão do dia a dia. Outros eventos devem acontecer a cada quinze dias, sempre com um novo convidado.

E brevemente, Maíra anuncia uma nova atração na Casa dos Trovadores Urbanos: um jantar temático. “O cardápio vai oferecer pratos que tenham afetividade”. (Gerson Azevedo)

Casa dos Trovadores Urbanos, Rua Aimberê, 651, Perdizes, Telefone 2595-0100 e 96177-6802, www.trovadoresurbanos.com.br

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA