3ª FliPUC presta homenagem a Jerusa Pires Ferreira.

0
285

Foto: Divulgação

Divulgação
Professora Jerusa Pires Ferreira a homenageada da 3a FliPUC

Com o tema “O popular e as bordas: do passado ao presente” e homenagem a Jerusa Pires Ferreira, a 3ª. FliPUC acontece de 4 a 6 de novembro. Durante os três dias, os estudantes da universidade e a população que gostam de livros poderão desfrutar no Campus Monte Alegre de mesas de debates e de uma seleção de livros a preços convidativos, com descontos que chegam a 30%. Os debates têm entrada franca.

Os eventos acontecem no Tucarena, teatro da Universidade, à rua Monte Alegre, 1.024, em Perdizes. Nesta terceira edição, a FliPUC homenageará a professora Jerusa Pires Ferreira, falecida em abril de 2019. Grande mestre da PUC-SP, Jerusa era pesquisadora sobre cultura, oralidade, memória e relações entre literatura, comunicação e artes. Ensaísta, também era tradutora e principal divulgadora dos trabalhos de Paul Zumthor e de Henri Meschonnic, no Brasil.

A curadoria do evento é dos professores José Luiz Goldfarb e Lucia Santaella. A comissão organizadora é formada por Adriano Sousa, Amálio Pinheiro, Bernadette Lira, Elisabete Alfeld, Heloísa Valente, Lucio Agra, Marcelo Graglia, Micheliny Verunsck, Monica Rebecca Ferrari Nunes, Roberta Estrela D’Alva e Sonia Montone.

Prof. José Luiz Goldfarb (Divulgação)
Prof. José Luiz Goldfarb (Divulgação)
“A FliPUC, desde sua primeira edição em 2017 procura celebrar a literatura em todas as suas manifestações e não apenas nas reflexões acadêmicas da universidade. Nesta edição, mantivemos esta diretriz, com ainda maior profundidade, pois a partida da querida professora Jerusa Pires Pereira, agora homenageada, levou-nos a destacar e discutir a literatura e a cultura das bordas, levando para o palco do Tucarena a pluralidade de inúmeras manifestações culturais de nosso país. Serão três dias de debates com mesas provocativas, algumas focadas na obra e atuação de Jerusa, outras adentrando em aspectos diversos como a ficção e o despertar do Antropoceno. Vamos ao debate, à arte e à cultura. Afinal, não é o que mais precisamos neste momento do Brasil e do mundo?”, indaga Goldfarb.

A Festa Literária, que busca promover o debate em todas as áreas do conhecimento, incentivar a leitura e divulgar sua produção, é uma realização conjunta da Educ – a editora da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e da PUC-SP. Todos os debates, assim como o concerto de encerramento, têm entrada franca. Veja aqui a programação completa: http://www.pucsp.br/flipuc

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA