Música no Memorial

0
773

O Projeto Adoniran tem movimentado o Memorial da América Latina. A iniciativa da diretoria artística do Memorial da América Latina tem como objetivo revitalizar o já conhecido Projeto Adoniran Barbosa (realizado entre 1990 e 2000). A estrutura segue os mesmos moldes das edições anteriores, ou seja, apresentações de música popular brasileira por seus compositores e/ou intérpretes. A estréia desta nova edição do Projeto Adoniram aconteceu em março desste ano com show de Toquinho, seguindo-se apresentações com Chico César, Fátima Guedes, Arrigo Barnabé, Evinha, Vânia Bastos & Eduardo Gudin, Ná Ozzetti e Alaíde Costa & João Carlos Assis Brasil, Wagner Tiso, Célia, Zezé Motta, Suzana Salles & Arthur Nestrovski e, por último, Maria Alcina.
A próxima edição do Projeto traz para você um super show com a cantora Mônica Salmaso e o acordeonista Toninho Ferragutti em um inusitado espetáculo de voz e acordeon, no dia 21 de novembro, quarta-feira, às 20h30. O show é formado por canções gravadas por Mônica com participação de Toninho; temas instrumentais de Toninho, nos quais Mônica faz vocalise, e por outras músicas que, segundo a cantora, integram bem o conceito de sonoridade a que o projeto se propõe.
O duo Mônica Salmaso & Toninho Ferragutti vem se apresentando com esta formação há cerca de três anos. O projeto nasceu despretensioso, foi tomando forma e transformou-se em um espetáculo de delicada e envolvente sonoridade, já que se trata do timbre especial de Mônica e do som particular do acordeon de Toninho.

Repertório

Entre as composições apresentadas neste espetáculo no Memoria, destaque para Sanfonema (Toninho Ferragutti), Dominguinhos No Parque (T. Ferragutti), Mortal Loucura (Gregório de Matos, musicado por José Miguel Wisnik), A Permuta dos Santos (Chico Buarque e Edu Lobo), A Violeira (Tom Jobim e Chico Buarque), Recenseamento no Morro (Assis Valente), Merceditas (Ramon Sixtorios), Véspera de Natal (Adoniran Barbosa), La çarandilhera (D. P.), Estranha Forma de Vida (Amália Rodrigues e Alfredo Marceneiro) e Baião de Quatro Toques (José Miguel Wisnik e Luis Tatit).
O espaço para a realização dos espetáculos é Auditório Simon Bolívar, do Memorial, que recebeu, durante o ano de 2007, um total de 15 apresentações, sempre às quartas-feiras, com ingressos populares a R$ 10,00 (com meia-entrada). A organização estima que o projeto, em sua totalidade, irá atrair um público aproximado de 15 mil pessoas, durante o ano todo. Demônios da Garoa são os próximos a participarem do Projeto Adoniran, no dia 12 de dezembro.
Garanta seu ingresso e aproveite para se divertir ouvindo música de qualidade.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA