Solidariedade dos vizinhos

0
1628

Chuva e vendaval causaram a queda de uma parede sobre a Banca Real e com a ajuda dos vizinhos, a banca reabriu em poucos dias.

Era 16h20 de uma chuvosa segunda-feira de maio. Alexandre Pastore Jr estava no lado de fora da banca de jornal estendendo o toldo para evitar que a água molhasse jornais e revistas. De repente, um vendaval derrubou sobre a banca de revistas uma parte da parede da Real Lanchonete que fica ao lado. A banca foi reduzida a metais retorcidos.

“Foi um susto muito grande e por sorte não havia ninguém no interior da banca naquele instante. Eu estava abrindo o toldo quando o barulho e a queda da parede me derrubaram no chão. Assim que pude sai para o meio da rua para ter uma ideia do que havia acontecido. A banca de revistas estava reduzida a metal retorcido”, relata Alexandre sobre a experiência única que passou.

Depois do susto inicial, Alexandre telefonou para o pai Alexandre, que folgava naquele dia, para ele vir até a banca. “Quando chegou, meu pai não acreditou no que viu. Revistas, jornais e outros produtos estavam todos molhados e perdidos. Até agora não sei quanto tivemos de prejuízo”, diz.

No dia seguinte, conta ele, “enquanto fazia a limpeza, um pessoal da ESPN me procurou pedindo para eu informar número de conta corrente e banco para eles depositarem um dinheiro que eles juntaram para nos ajudar. Depois dessa doação, surgiram outras pelas redes sociais. Ficamos muito agradecidos por esta atitude de nossos clientes e amigos”. Conta Alexandre que até agora a quantia não cobriu o prejuízo, mas a ajuda significou muito para eles.

Alexandre e seu pai são donos da Banca Real há mais de 25 anos, neste mesmo lugar, ao lado da Real Lanchonete, na esquina das avenidas Alfonso Bovero com Dr. Arnaldo, no Sumaré.

Dez dias depois do vendaval, eles alugaram uma nova banca com 15 m2 e reabriram a banca. Alexandre diz que ainda falta acertar os prejuízos com o pessoal da Real, mas Alexandre se diz tranquilo e confiante que eles vão se entender. “São vizinhos maravilhosos e eles também tiveram prejuízo com o vendaval. Além de parte do imóvel, quatro carros que estavam estacionados sofreram danos”.

Banca Real, Av. Alfonso Bovero, 2, Sumaré.

 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA