A saudável prática do Lian Gong no Parque da Água Branca

0
367

Foto: Divulgação

Divulgação
Participantes de Lian Gong no bambuzal do Parque da Água Branca

Prática chinesa, nas manhãs de terça e quinta, no Parque da Água Branca para se exercitarem e se beneficiarem com o Lian Gong. É gratuito.

Essa prática no Parque da Água Branca, teve início em 1997, quando a professora Maria Alice iniciou essa atividade física. Hoje, os professores Luiz Augusto Rocha e Masumi Shioozawa são os mestres que voluntariamente passam sua experiência para as pessoas.

Os professores Masumi e Luiz Augusto (Foto/Gerson Azevedo)
Os professores Masumi e Luiz Augusto (Foto/Gerson Azevedo)
“Não cobramos nada. Fazemos esse trabalho de forma voluntária e quem quiser participar de nossas atividades basta se juntar a nós, nas terças e quintas-feiras das 7 às 8 horas”, informa o professor Luiz que é praticante há mais de duas décadas e desde 1999 é o responsável pelo grupo e praticante do parque. “Fiz cursos com outros mestres e me preparei para poder passar os ensinamentos para outras pessoas”. Sua assistente, Masumi, entrou no grupo no ano 2000.

Luiz é engenheiro elétrico e trabalha em uma empresa próxima ao Parque da Água Branca. Masumi é nutricionista de formação, e hoje está aposentada. Em dias de muito frio ou chuva, o grupo de praticantes busca um lugar abrigado no parque para que a sessão de uma hora de duração aconteça.

No parque, o grupo é formado por moradores, em sua maioria, e tem homens e mulheres com idades que variam entre 60 e 90 anos. “Temos praticantes com mais de 90 anos que participam das nossas aulas com grande entusiasmo”, garante Luiz.

O Lian Gong, conta o professor, foi criado pelo médico ortopedista chinês Zhuang Yuan Ming, em 1968. “É uma prática corporal que pertence ao gênero de treinamento que estabiliza e refina a qualidade das estruturas dos tecidos moles e duros do corpo físico”, explica a origem da prática. “O Lian Gong ajuda a prevenir e tratar as dores do corpo, desbloqueando e ativando os fluxos corretos, vitalizando-o e simultaneamente reconduzindo o físico aos padrões apropriados e ao restabelecimento dos movimentos naturais do corpor”. O Lian Gong chegou ao Brasil em 1995 através da professora Lucia Lee e foi com ela que Luiz se aperfeiçoou.

Lian Gong-Pq.Água Branca-Div1 (2)O professor diz que qualquer pessoa, de qualquer idade, pode praticar o Lian Gong. “Mas aos novos alunos, caso tenham alguma restrição física, pedimos que consulte e tenha autorização de seu médico para poder praticar os exercícios. Lembro que cada aluno é o responsável por seu desempenho”, diz.

Segundo o professor Luiz, existem outros grupos de Lian Gong em outros parques da cidade, entre eles o Parque do Ibirapuera onde a prática é realizada junto do Viveiro Manequinho Lopes.

O Lian Gong faz parte oficial das atividades desenvolvidas no Parque da Água Branca. O grupo volta a se reunir no dia 1º de agosto, “todos serão bem-vindos!”, avisa o professor. (GA)

Lian Gong, Terças e quintas, das 7 às 8h, Bambuzal do Parque da Água Branca, Av. Francisco Matarazzo, 455

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA