Para entender arte

0
1388

Não basta ser uma loja de materiais artísticos. Isso se encontra em toda esquina. É preciso um pouco mais para formar e informar o público. Este é o objetivo de Ronaldo Dimitrow, diretor da Pintar!. Ele pretende caracterizar a loja como centro de convergências de artistas. “Queremos contribuir para o desenvolvimento da arte, que no Brasil é tão desfavorecida. Isso para nós é um orgulho”, conclui.
Seguindo seus princípios, em junho e julho o espaço dá lugar a uma série de palestras sobre arte. Sempre às quintas, às 20 horas, Israel Kislansky, pela primeira vez na Pintar!, fala sobre Escultura e Música (dia 21 de junho), A Grécia e a Modernidade (28 de junho) e Arte Figurativa (5 de julho).
Israel é um baiano radicado em São Paulo desde 1983. Escultor formado pela Faculdade Santa Marcelina, ele tem um ateliê que atende estudantes e profissionais que buscam aprimoramento e desenvolvimento nas principais técnicas da escultura. Em 1996 realizou a obra “Semear”, que foi instalada na Praça Klaus Walter Zulauf, no bairro do Morumbi.

Temas

As palestras têm temas definidos. A primeira é Escultura e Música, duas formas de expressão artística muito diferentes. “Justamente pela escultura ser concreta e abordar a forma de maneira clara e a música tocar diretamente a emoção, nós podemos, ao vê-las comparadas, entender o que há de concreto na música e o que há de emocional na escultura”, explica Israel. Na palestra A Grécia e a Modernidade, o escultor fará uma reflexão sobre a influência da arte e do pensamento grego na vocação da arte moderna de liberdade. E, na última, Arte Figurativa, “vamos falar de certos caminhos que a arte figurativa permeou em toda história, abordando um pouco de gravura, escultura e pintura”, diz.
As palestras são abertas ao público e serão bem dinâmicas, acompanhadas por mais de 500 imagens. “Palestras trazem público diferente. Sempre aparecem estudantes, pessoas curiosas ou ligadas à arte, mas não é nada teórico e hermético”, salienta Ronaldo.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA