Anjos que cantam

0
905

Foto:

Trovadores: vozes que encantam


Já são quase 20 anos que ouvimos falar do grupo de seresteiros Trovadores Urbanos, que encantam a todos com roupas dos anos 1920 e músicas românticas. De 1990 pra cá, muita coisa mudou – e para melhor, afinal, dos oito irmãos, integrantes iniciais, acabaram reunindo quase 50 atualmente, para dar conta das tantas serenatas.


Tantos irmãos geraram tantos filhos, que perguntavam ‘Por que nós, crianças, também não podemos cantar?’ Assim, nasceram os Trovadores Mirins, em julho de 1995. “Tudo começou com nossos sobrinhos: Bruna, Lucas, Paulinho, Ana Júlia, Marina, Ana Letícia”, lembra Lucila Novaes, uma dos oito irmãos, cantora e maestrina do grupo.


Eles têm um repertório de cantigas folclóricas, cirandas e MPB variada, que vai de Braguinha a Edu Lobo, passando também por composições atuais para crianças. E também se vestem com roupas da década de 1920. Atualmente, são 17 crianças, com idades que variam de 5 a 15 anos, incluindo aí dois meninos: o Matheus, de sete anos, e o Daniel, de cinco. Nas apresentações, nem todas vão, mas é sempre uma felicidade conseguir levar todos.


Lucila fala que “muita gente contrata porque música já é uma alegria muito grande e, cantada por crianças, é como se anjos invadissem sua casa”. Apresentações em empresas também são comuns, principalmente no final do ano – elas chegam de repente cantando. “As pessoas choram, se emocionam, elas se sentem muito especiais naquele momento da apresentação”, diz a regente.


O trabalho dos Trovadores Mirins está tão consistente que eles já têm planos de gravar o primeiro CD. “Tínhamos até feito alguma experiência em estúdio, para eles sentirem o que é ouvir o que estão cantando. Agora chegou um ponto que a gente precisa registrar”, diz Lucila. Eles estão em busca de patrocínio através da Lei Rouanet para realizar esse sonho.


“Nos ensaios eles têm uma aula de canto em grupo, onde aprendem a respirar, a cantar, a aquecer a voz. A importância não é só cantar, mas também fazer um bom uso do aparelho fonador e com isso encantar cada vez mais. Porque encantar elas já encantam, é só abrirem a boca”, lembra Lucila. Os ensaios acontecem sempre às terças, às 18h30, e é aberto a quem quiser assistir.


Mas o tempo passa e as crianças que começaram o grupo cresceram: a Bruna Caram tem uma carreira solo brilhante, a Ana Letícia e a Ana Júlia também seguiram cantando e viraram Trovadoras Urbanas.


 


Trovadores Mirins


Rua Aimberê, 651, Perdizes


Telefone 3865-2502


http://trovadores.uol.com.br


 

COMPARTILHE
Artigo anteriorPequenos na moda
Próximo artigoJazz invade a Pompeia

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA