Revelando SP 2022 volta ao Parque da Água Branca

0
2582

Foto: Divulgação

Divulgação
Revelando SP 2022 recepciona o visitante com instalação de Zé Carretu

A nova edição do evento Revelando SP 2022 acontece de 20 a 24 de julho, no Parque da Água Branca. São mais de 300 atividades entre exposição e venda de artesanato, barracas com várias culinárias, shows de artistas do interior do Brasil e do interior de São Paulo e com entrada gratuita.

A abertura, dia 20 de julho, teve show do cantor e compositor Almir Sater. O evento volta a ser aberto ao público depois de 2 anos de pandemia. É considerado o maior e mais tradicional festival de cultura tradicional paulista, acontece até 24 de julho.

2207-Revelando SP22 (10)O visitante vai encontrar logo na entrada do evento, uma instalação, em formato de túnel criado pelo Estúdio Zé Carratu. E conta com a apresentação de obras de arte de nove expoentes do movimento que revolucionou a arte brasileira. O objetivo é concentrar neste espaço as ideias, as antevisões, a audácia, a brasilidade nova e premente, o visionarismo e o talento daqueles grandes artistas.

“Fizemos uma colagem, usamos fragmentos de obras importantes do movimento modernista e, por meio delas, fizemos uma construção, é quase uma antropofagia em cima da própria antropofagia”, brinca o diretor de arte e cenógrafo Zé Carratu.

No percurso, que será exibido em formato de looping, o visitante vai conhecer a obra de Anita Malfatti, considerada a pedra fundamental do modernismo. O túnel contará com fragmentos dos quadros A Estudante Russa (1915) e O homem amarelo (1915-16), que sacudiram os meios artísticos do país. Logo depois, o lituano-brasileiro Lasar Segall é homenageado por meio de duas obras tidas como fundamentais para o movimento inaugurado pela Semana de Arte Moderna, Aldeia Russa (1912) e Navio de Emigrantes (1939).

Do ilustrador, caricaturista e pintor carioca Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque Melo, o Di Cavalcanti, será apresentado o cartaz da Semana de Arte Moderna de 1922, além de Amigos (1921) e Cinco Moças de Guaratinguetá (1930). Tarsila do Amaral não poderia estar de fora e obras dela tão diferentes como O Japonês (1917) e Antropofagia (1929), A Negra (1923) e sua tela mais famosa Abaporu (1928) fazem parte do túnel do Revelando.

O escultor ítalo-brasileiro Victor Brecheret está presente pelas esculturas Cabeça de Cristo (1919-1920) e Cavalos (1936). Na sequência, Flávio de Carvalho, que era em si mesmo um manifesto ambulante, aparece na instalação com Viaduto Santa Ifigênia à Noite (1934) e a peça O Bailado do Deus Morto (1933).

O pernambucano Vicente do Rego Monteiro (1899-1970) e o mineiro Alberto Guignard também estão presentes. Deles, foram escolhidos os seminais. Retrato de Ronald de Carvalho (1921), de Vicente do Rego, e Família do Fuzileiro Naval, retrato sem data de Guignard, que inspirou uma série fotográfica do grande fotógrafo contemporâneo Walter Firmo.

“Evidentemente, há diversos outros nomes e obras que merecem entrar numa lista de artistas fundamentais do modernismo, mas os que não se podem deixar de fora são aqueles que decantaram a linguagem. Sua arte é uma travessia que merece ser apreciada sempre”, conclui Zé Carratu.

2207-Revelando SP22 (11)O Revelando SP é realizado desde 1997 pelo Governo do Estado de São Paulo, o Revelando SP teve pela primeira vez a execução da Amigos da Arte em 2017. Na ocasião, contando com programação gratuita, foi verificado um público de mais de 120 mil pessoas. Em 2018, as 306 atividades atraíram 275 mil pessoas.

No ano seguinte, de volta ao Parque da Água Branca, o Revelando SP proporcionou aos 380 mil visitantes uma experiência imersiva na cultura tradicional paulista. Todo o projeto de implantação teve apoio da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência, sendo instalados 7.200m² de piso easyfloor sobre a arena de areia, rampas de acesso e entrega do programa em braile.

O evento contou com a participação de 2.628 artistas e expositores e o investimento obteve retorno econômico total de R$ 94,9 milhões e retorno de mídia no valor de R$ 12,8 milhões, de acordo com a FGV Projetos e a BoxNet. Em 2020 e 2021 o Revelando SP foi realizado no formato online em função das restrições impostas pela pandemia da Covid-19. A ação virtual permitiu um registro audiovisual inédito das histórias, personagens, tradições, curiosidades, peculiaridades locais, instrumentos e ferramentas por trás dos produtos e participantes.

2207-Revelando SP22 (2)A Organização Social de Cultura Amigos da Arte é responsável pela gestão da plataforma de streaming e vídeo por demanda #CulturaEmCasa e do programa Juntos Pela Cultura, além do Teatro Sérgio Cardoso, Teatro Sérgio Cardoso Digital e Teatro de Araras, trabalha em parceria com o Governo do Estado de São Paulo e a iniciativa privada desde 2004. Música, literatura, dança, teatro, circo e atividades de artes integradas fazem parte da atuação da Amigos da Arte, que tem como objetivo fomentar, estimular o desenvolvimento da economia criativa e democratizar a produção cultural por meio de editais, festivais e programas continuados. Em seus mais de 17 anos de atuação, a Organização desenvolveu cerca de 60 mil ações que impactaram mais de 30 milhões de pessoas.

Revelando SP 2022 — De 20 a 24 de julho, Dia 20 de julho, das 10h30 às 20h – Abertura oficial às 18h30, dias 21, 22, 23 e 24, das 10h às 20h. Parque da Água Branca, Avenida Francisco Matarazzo, 455, Água Branca – São Paulo, SP, Entrada gratuita. www.revelandosp.com.br

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA