Conexões para o bem

0
189

Projeto criado por morador de Perdizes, realiza campanhas de arrecadação de doações, mobilização e capacitação de voluntários para inserção em trabalhos sociais.

“O Projeto SER foi criado em meio ao inconformismo de falar muito e não fazer nada em prol do mundo. Não há nada mais gratificante e relevante para se fazer do que colocar uma ideia ou sonho em prática”, responde Lucas Papa Zaitune, consultor/headhunter e idealizador do projeto, ao ser questionado sobre como o SER surgiu.

SER 2Inicialmente o projeto tinha um caráter mais informativo, hoje conta com uma equipe de cinco pessoas, além de Lucas, e trabalha com instituições e voluntários que são beneficiados com as campanhas. “Temos quatro tipos de públicos nas instituições, que são: crianças abandonadas e retiradas dos pais, idosos abandonados, moradores de rua e animais abandonados. Além desses, podemos considerar os voluntários em si como um público beneficiado, pois eles são capacitados para realizar o trabalho proposto e se expõem a um contato com diferentes realidades que mudam completamente a perspectiva que eles têm de mundo. A grande maioria dos nossos voluntários são mulheres”, diz.

Realizando campanhas de arrecadação de doações, mobilização e capacitação de voluntários para inserção em diferentes trabalhos sociais, cada uma das ações que o projeto promove, tem um número limitado de participantes. “Qualquer pessoa pode participar, mas temos um controle para capacitá-los e levá-los até onde a campanha irá acontecer”, informa.

ser 4Cada instituição atendida é selecionada a partir de um perfil básico (tem de ser uma instituição de pequeno porte que realmente necessita de trabalho voluntário e doações para se manter).

O projeto não tem fins lucrativos e nem afiliação com partidos ou religião.”Nos mantemos através de vendas dos nossos produtos (camisetas e eco bags), doações, festas onde o dinheiro levantado é revertido para as ações e também realizando ações sociais para empresas”, afirma Lucas.

Para finalizar, ele fala sobre sua relação com Perdizes, bairro que cresceu e mora até hoje. “É sem dúvida um bairro muito especial para mim, onde sempre tivemos diversos voluntários. Metade dos nossos voluntários por ação sempre são do bairro. E queremos cada vez mais ter representantes de Perdizes em nossas ações”, declara Lucas. (ND)

Projeto Ser
Telefone: 99870-8255
www.facebook.com/ProjetoSer

Fotos: Divulgação

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA