Associação Paulista de Amparo à Mulher: de mãos dadas com as mulheres!

0
327

Foto: Lucia Oliveira

Lucia Oliveira
Apam atua desde 1953

Desde 1953, a APAM – Associação Paulista de Amparo à Mulher acolhe mulheres em situação de vulnerabilidade, dando a elas oportunidade de aprender uma atividade que gere renda e amplie seus direitos sociais, políticos e culturais .

O aconchegante sobrado lilás que sedia a APAM – Associação Paulista de Amparo à Mulher, na Barra Funda, representa uma chance de conquista de uma vida melhor para muitas mulheres da capital que vivem em situação de vulnerabilidade. Elas vêm de todas as regiões de São Paulo para participar das diversas oficinas, cursos, worshops e outras atividades desenvolvidas pela entidade por meio do CeCim – Centro de Cidadania da Mulher. “São atividades permanentes e continuadas cujo objetivo é oferecer orientação, acompanhamento, encaminhamento, convívio e participação social para que essas mulheres consigam uma melhor inserção na sociedade, ampliando seus direitos sociais, econômicos, políticos e culturais e dando condições para que elas superem sua condição de vulnerabilidade”, explica a Irmã Helena da Silva Rocha, da equipe executiva da APAM.

Oficina de costura (foto/Divulgação APAM)
Oficina de costura (foto/Lucia Oliveira)

A entidade oferece, por exemplo, cursos de Cuidadora de Idosos e Inclusão Digital; oficinas de patchwork, confecção de roupas para pets, pequenos consertos de roupas, sabonetes, tricô e crochê, além de workshop de decoração em cartão. “Todas essas atividades dão a elas a chance de aprender algo que poderá gerar renda não apenas para elas próprias, mas para suas famílias”, ressalta Irmã Helena.

Ao longo do ano, a APAM participa e organiza diversos eventos na região em que está inserida, como a Expo Páscoa, Expo Junina e Expo Primavera, que acontecem anualmente na Rua Dona Elisa, onde se localiza a sede da entidade, além da Feira das Mães e a Feira de Natal, realizadas na Rua Turiassú, na Pompeia. “Este ano, vamos participar também da Feira de Artes da Vila Pompeia, um dos principais eventos da região”, diz a irmã. Segundo ela, todos esses eventos são ótimas oportunidades das mulheres que participam das atividades na APAM venderem aquilo que aprendem a fazer nos cursos e oficinas.

Artesanato na Apam (Lúcia Oliveira)
Artesanato na Apam (Divulgação)
Fundada em 1953, a APAM é gerida pela Congregação das “Irmãs Mensageiras do Amor Divino. A entidade não tem parceria com nenhum órgão público, portanto todos os recursos e o trabalho realizado depende de voluntários. “Quem deseja participar, basta entrar em contato conosco por telefone ou por meio do site na Internet”, explica Irmã Helena. Os interessados em ajudar a APAM podem patrocinar alguma das atividades que a entidade desenvolve, contribuir com quantia em dinheiro ou fazer doações de roupas, brinquedos e materiais de higiene e limpeza. “As roupas e brinquedos são vendidos nos bazares que organizamos ou doados à Comunidade do Moinho, que fica aqui na Barra Funda”, diz a irmã. (Lúcia Oliveira)

Associação Paulista de Amparo a Mulher – APAM, Rua Dona Elisa, 133, Barra Funda, Telefone 3662-3115,
https://apamsp.org.br

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA