Aprendendo enquanto educa

0
1058

Foto:

Aprendendo enquanto educa

Começa dia 6 de agosto o curso Projeto Educação para a Sustentabilidade, criado e coordenado pelo Neats (Núcleo de Estudos Avançados em Administração do Terceiro Setor) da PUC-SP. Com um ano de duração, as aulas acontecerão aos sábados, das 9 às 16h, no campus da faculdade em Perdizes, e completarão 100 horas programadas de treinamento.
O objetivo do projeto é capacitar os universitários em estudos e ações de sustentabilidade para que se tornem multiplicadores preparados para esse comportamento para levar esse conhecimento para outras comunidades, segundo Maria da Fátima Alexandre, assistente da coordenadoria geral do projeto.
Baseado no conteúdo da Carta da Terra, um documento que traz a síntese das leis da sustentabilidade, o curso acontecerá em duas fases: a primeira etapa começa em agosto com as aulas e a segunda fase será a vez dos jogos que serão aplicados na comunidade.
Entre os preceitos descritos na Carta da Terra está o reconhecimento dos objetivos de proteção ecológica, a erradicação da pobreza, o desenvolvimento econômico equitativo, o respeito aos direitos humanos, a democracia e a paz como qualidades interdependentes e indivisíveis.
Segundo Maria de Fátima Alexandre, foram abertas 50 vagas, mas a procura foi muito grande e a coordenadoria subiu para 80 vagas. Alunos de graduação e pós-graduação de qualquer área, de 18 a 50 anos, serão formados como multiplicadores de sustentabilidade.
De acordo com a coordenadora geral, o curso está voltado para o público jovem e adulto, uma vez que já existem muitos projetos de conscientização ambiental e de cultura da sustentabilidade sendo ministrados nas escolas de educação infantil. Ao final do curso, quando chegar a fase dos jogos, o objetivo é abrir para toda a população.
Para a execução do projeto, foi firmado um convênio entre a Fundação São Paulo e a Secretaria do Verde e Meio Ambiente da Prefeitura de São Paulo com recursos do FEMA.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA