Amadododito reestreia sucesso

0
1837

Foto:

Alegria, Paixão e Razão em cena

Sucesso da Cia. Amadododito de Teatro, A Comédia do Coração volta aos palcos em nova temporada que vai até 17 de dezembro no teatro da companhia em Perdizes.
A primeira montagem da tragicomédia aconteceu em 2008, no Teatro Plínio Marcos, aqui na zona oeste. “Ficamos dois anos e meio em cartaz e foi o maior sucesso”, conta o diretor do espetáculo Alan Pires, da Amadododito. “E fazer uma nova estreia em nosso teatro, nos deixa muito felizes”, completa ele.
A história é sobre um coração feminino apaixonado que está prestes a se casar. Os sentimentos humanos estão presentes neste momento: razão, paixão, alegria, sonho, dor, ódio, ciúme e medo. O texto, foi escrito pelo poeta santista Paulo Gonçalves (1897-1927) e se mantêm atual.
A tragicomédia nos leva a pensar: Se você fosse um sentimento, qual seria? A trama gira em torno da Razão (Marília Grampa) que quer impedir que a Paixão (Priscila Ribeiro) se case. Ela, por sua vez, tem afinidades com a Alegria (Artur Henrique) e o Sonho (Dinho Martins) que a protege das maldades planejadas pela Dor (Ulisses Amorim), pelo Ódio (Alexandre Batista), pelo Ciúme (Vanessa Cirilo) e pelo Medo (Guilherme Montoia). Quando a Razão mata a Paixão, todo o coração fica em polvorosa.
Para o diretor, o público se identifica “porque é isso que acontece com quem está apaixonado. Foi preciso muito trabalho para chegar a forma e características de cada sentimento. Da cor ao modo de falar de uma jeito universal.  Mas ao final do espetáculo o público sai com um olhar melhor sobre os sentimentos do coração”.
Todo o elenco é formado por atores e atrizes que participaram das oficinas de atores do Amadododito. “Não é o mesmo da primeira estreia em 2008, mas a nossa intenção é sempre apresentar novos atores”, afirma Alan, que começou a atuar aos 12 anos e aos 14 já era ator profissional e decidiu criar a Companhia Amadododito, que veio para Perdizes no início desde ano.
São três peças em cartaz. Às sextas, às 21h, Dia da Ressurreição. Sábados, 21h, A Comédia do Coração e  domingos, às 20h, Adentro.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA