Fotografar ficou mais fácil

0
1264

Foto:

A fotógrafa Maria Luna

As máquinas fotográficas que usavam filmes agora estão restritas à profissionais e saudosistas. A fotografia digital ficou mais acessível a um maior número de pessoas, por conta das máquinas e celulares. Mas para se clicar uma boa foto é preciso ter algum conhecimento técnico, como enquadramento, luz, velocidade, abertura do diafragma e outras tecnicidades.
Pensando nas pessoas na faixa dos 60 anos e que possam têm alguma dificuldade em aproveitar melhor os seus equipamentos digitais, a fotógrafa Maria Luna Bernaba montou um curso de 7 semanas, totalmente gratuito em parceria com o Centro Cultural da Vila Pompeia.
“Teremos aulas de composição, entender os ajustes das câmaras, zoom e as técnicas básicas para se tirar fotos melhores”, informa a fotógrafa que nasceu e mora na Pompeia.
Formada pelo Senac em fotografia, ela trabalha como laboratorista e fotógrafa freelancer em eventos. No ano passado, participou de uma exposição coletiva na Vila Olímpia que teve como tema o feminino e a loucura.
A primeira turma com 15 alunos iniciou o aprendizado no dia 2 de junho. As aulas acontecem nas tardes de sábado das 15 às 16h na sede do CCVP. Serão 4 aulas teóricas e 3 aulas práticas com saídas pelas ruas do bairro. “A ideia é no final do curso, promover uma exposição com as melhores fotos de cada aluno”, diz a fotógrafa.
As fotos que os alunos produzirem durante a semana serão discutidas nas aulas nos sábados.
Para quem deseja se inscrever para as próximas turmas, envie um email da fotógrafa ou vá ao Centro Cultural da Vila Pompeia. A primeira leva de alunos foi formada por pessoas que foram informadas do curso durante a Feira de Artes da Vila Pompeia, no mês de maio.
Além de aprenderem a tirar fotos melhores, a fotógrafa pretende que os alunos possam aproveitar o momento para ter novas amizades. “Acho que faltam opções de lazer e socialização para pessoas na faixa dos 60 anos, aqui na região. Espero que o curso de fotografia possa servir também para esse fim”, diz a fotógrafa.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA