O próximo|capítulo

0
1387

Foto:

Duca Rachid: sou muito noveleira

Assumidamente noveleira desde criança, a jornalista e autora de grandes sucessos da televisão brasileira, como Cordel Encantado, O Profeta e O Cravo e a Rosa, Duca Rachid é o Personagem do Guia Daqui, para a edição do mês. Moradora do bairro de Perdizes desde 2002, a autora contou que trabalha muito, mas que não obedece a nenhum ritual para entrar no processo de criação. “Quando você precisa entregar um capítulo por dia, tem que sentar em frente ao computador e escrever. No máximo, nos preocupamos em manter o computador funcionando sempre em boas condições e ter uma boa cadeira para poder ficar sentada entre doze a 14 horas por dia”.
Nascida na cidade paulista de Mogi das Cruzes, Maria do Carmo Rodrigues Rachid, nome oficial dos documentos de identificação, se formou em jornalismo pela PUC-SP, movida pela curiosidade de conhecer lugares e pessoas, mas sempre com a intenção de fazer TV, segundo entrevista concedida para o site Globo Universidade. A carreira iniciada em Portugal, em 1986, deu à novelista a oportunidade de desenvolver os primeiros roteiros para uma produtora daquele país.
Perguntada sobre o que mais gosta de fazer quando não está trabalhando, Duca responde que as suas preferências giram em torno da leitura, idas aos cinemas e de viajar. Visitar os amigos e frequentar restaurantes são outras atividades que estão no gosto da autora.
A novelista conta que cresceu vendo TV, especialmente novela. Na periferia paulista, onde morou parte da infância, não tinha cinema, tampouco um teatro, disse. “A TV ocupava esse espaço e posso afirmar que as novelas de TV, me formaram também”, conclui.
A participação dos autores na produção das novelas se dá mais durante a pré-produção, quando é feita a escalação do elenco, a arte, o figurino, cenário, as primeiras leituras de capítulo, etc. A edição dos primeiros capítulos também tem a presença dos autores, que cortam as ‘gorduras’ do texto e colocam tudo no tempo certo. De acordo com a escritora, tem autor que gosta de assistir a gravação dos capítulos, quando o tempo permite, mas, em sua opinião, “autor no set só atrapalha”, brinca. “Prefiro ver o material já gravado, acompanhar o capítulo pronto, no ar, definiu”.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA