Por dentro da Bienal

0
1603

Foto:

O artista no Atelier

Nessa edição falamos de uma escola de Artes que ministra diferentes cursos e promove exposições dos artistas e alunos no próprio local. Os professores de lá têm licenciatura ou bacharelado em Artes Plásticas, contou Patrícia Pontes de Genaro que, junto com Luiz Alberto de Genaro dirigem a escola que nasceu na Avenida Pompeia e agora, está instalada na tranquila Tavares Bastos, na Pompeia.O ateliê existe desde 2007 e, conforme relembrou Patrícia, no início a escola era um pequeno espaço de trabalho para Luiz Alberto de Genaro que reunia ali, um grupo pequeno de alunos. Com o tempo a turma foi crescendo e os alunos tornaram-se mestres e então decidiram expandir. Foi quando surgiu a proposta de diversificar os cursos para os públicos adulto e infantojuvenil, além de dar à cidade e principalmente ao bairro, um espaço expositivo para o artista-diretor, quanto para os seus alunos.Uma das propostas do ateliê é passar o amplo conhecimento de Luiz Alberto Genaro, mestre em Poéticas Visuais e Bacharel em Artes Plásticas. Os cursos mais procurados, segundo Patrícia, são os de Pintura e Desenho, além das oficinas relacionadas às exposições atuais da cidade de São Paulo, destinadas ao público adulto.No próximo mês de outubro acontecerá a oficina “Quando a Bienal encontra os esplendores do Vaticano” que inclui duas visitas à Bienal, uma visita à Oca e duas aulas teóricas no ateliê dos artistas. Com esse método, os artistas propõem um mergulho nas artes plásticas, levando as grandes exposições para dentro da escola. O custo para essa atividade é de 350 reais.Além de expor e comercializar a obra de Luiz Alberto de Genaro e passar adiante o seu conhecimento sobre o assunto, Patrícia diz que as oficinas oferecidas são destinadas para qualquer pessoa a partir dos 5 anos. Todos os cursos regulares são organizados em módulos de quatro meses. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA