Laços eternos

0
1339

Foto:

Laços eternos

Imagine poder guardar para sempre o buquê de casamento ou uma flor dada por alguém especial? Foi o que imaginou e desenvolveu Edith da Costa, artesã, professora de trabalhos manuais e moradora da Pompeia. Ela conta que numa viagem pelos Estados Unidos há mais de 15 anos conheceu um produto que permitia a desidratação de flores. “Na época, eu fazia cartões com ramos e pedrarias e me interessei por esse produto. Foi então que uma amiga perguntou se eu sabia de alguém que desidratava buquês, pois ela queria guardar o buquê do casamento de sua filha… depois de pensar em quem poderia ajudá-la, falei para mim mesma: eu consigo! Foi assim que comecei a aplicar e desenvolver essa técnica, para depois guardar as flores em molduras”, explica.
Edith tem uma companheira fiel ao seu lado na hora de trabalhar. É Catita, uma bela cachorrinha que também tem 15 anos e adora ficar por perto na hora das entrevistas e sessão de fotos. É que a artesã já está acostumada com câmeras e afins, assim como sua mascote. “Eu já participei de inúmeros programas de televisão, dando aulas de artesanato, e já conheci muitas celebridades por conta deste meu trabalho, como Ronnie Von, Roberto Carlos, Dona Filhinha [a qual abençoou seu trabalho], Amauri Júnior, entre outros”, diz.
Vários trabalhos de Edith constam nas salas de pessoas influentes, como o ex-presidente Bill Clinton e o líder budista japonês Daisaku Ikeda. Até César Cielo tem um quadro feito por ela e exposto no Clube Pinheiros. Ela se se orgulha de fazer parte da vida de muitas pessoas, famosas ou anônimas, que penduram sua arte em locais especiais. “Cada buquê ou flor que emolduro é uma história de vida… são tantas até que dariam um livro ou mais”, brinca.
O valor médio do buquê emoldurado gira em torno de R$ 750 e pode ser dividido em duas vezes. Para conservar as flores depois do casamento, a artesã pede para que embrulhe em papel-alumínio ou plástico e guarde por até dois dias na geladeira, no compartimento de verduras, além de reservar a data antecipadamente por telefone. 
Quem quiser conferir um pouco mais dos trabalhos já desenvolvidos por Edith, pode acessar seu site.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA