Por dentro|das regras

0
951

Foto:

Antonio: dificultou a fraude

Em dezembro de 2011, uma nova determinação para os motoristas em busca de primeira habilitação, renovação e mudança de categoria em São Paulo diz que eles têm de fazer um pré-cadastro pela internet. A automatização do sistema de registro de candidatos a motorista e de veículos está ativa em todo o Estado, e o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo espera diminuir as fraudes no setor.
O e-CNHsp funciona com transmissão de dados em tempo real para a base de dados do Detran-SP, o que permite a identificação dos operadores e dos cidadãos pelo reconhecimento biométrico e por meio de certificação digital. Antes das novas resoluções, médicos e autoescolas podiam inserir os dados dos novos candidatos à motorista no sistema do Detran, mas agora, esse trabalho é exclusivo dos agentes públicos.
O Detran acredita que casos de endereços falsos ou de uso de impressões digitais de terceiros para comprovar a presença de alunos em aulas teóricas e práticas devem acabar com o novo sistema de automação. Anteriormente, a ousadia fazia com que os fraudadores usassem até dedos de silicone para forjar a presença dos candidatos que queriam adquirir a carteira por vias ilegais.
Pelas novas regras, o candidato terá que entrar no site www.e-cnhsp.sp.gov.br e agendar a apresentação da documentação e a coleta biométrica, ou seja, fazer a captação das digitais, da fotografia e assinatura digital em uma das unidades instaladas nos bairros de Interlagos, Aricanduva e Armênia. Desde o dia 8 de fevereiro as unidades do Poupatempo estão agendado um dia para renovar a CNH e os motoristas devem fazer o pré-cadastro no site www.e-cnhsp.sp.gopv.br e escolher uma das datas disponíveis.
Para Antonio Guedes, responsável pela unidade da auto-escola Guedes, há 22 anos no bairro do Sumaré e que há 37 anos abriu a sua matriz em Pirituba, as novas medidas impostas pelo Detran imprimem um sistema de segurança de dados do condutor evita as fraudes. “Antes eles tinham que gravar apenas um dedo e agora é mais difícil porque quando solicitamos autorização para abrir a aula no sistema, os dedos são sorteados aleatoriamente”, explica.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA