A protetora dos animais

0
1734

Foto:

A protetora dos animais

Atualmente, não é difícil ver animaizinhos perambulando pelas ruas. Eles sofrem com o frio, com fome e ainda ficam doentes. 

Para ajudá-los tem surgido ONGs e protetores, um destes é a Cristina Eira, que recolhe e faz feiras de adoção e animais na região.

Segundo ela, a ideia de proteger os animais surgiu em junho 2010, quando ela se deparou com um animal em situação de risco. “Eu estava com meu cachorro no momento em que o avistei. Estávamos indo para um estacionamento, quando vi onfilhotinho de cão correndo para lá e para cá, entre os carros. Peguei-o no colo, ele tremia. Comprei ração para o pequenino e o trouxe para casa, pois já era noite”, conta. 

Vendo a situação desse animal, ela entrou em contato com várias ONGs, mas percebeu que a realidade era bem complicada. “A diretora de uma ONG chegou a me dizer que tinha em torno de 200 cães abrigados lá, e tinha muita dificuldade em mantê-los e que esse filhote ficaria bem melhor na minha casa”, lembra. 

Depois de passar por esse processo, visão de Cristina mudou, e ela decidiu ajudar os animais. “Passei então a prestar atenção e socorrer cães que estavam nas ruas, cuidando deles até sua adoção. Eles ficam hospedados em lares temporário”, explica a protetora. 

Os animais que ela encontra nem sempre estão em ótimo estado. “Muitas vezes os bichinhos chegam assustados, magros, doentes, machucados, e em geral, muito cansados e famintos”, diz.

Hoje, ela divulga seu trabalho e organiza feiras de adoção na região e tem alguns parceiros. Cristina também é responsável pelo o blog Projeto SOS Amor de Patinhas, que fala um pouco sobre seu trabalho. Ao todo, a protetora já fez a doação de cerca de 40 cães. Os eventos, que são feitos em petshops e clínicas veterinárias na região de Perdizes, Sumaré e Pompeia, acontecem 1 ou 2 vezes por mês, geralmente aos sábados.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA