Vitalidade em alta

0
1927

Foto:

Professor Emerson e parte dos seus alunos

Todas as manhãs, um grupo de senhores e senhoras se exercitam no Parque da Água Branca. Quem dá o ritmo aos exercícios é Emerson Gimenes da Silveira, que acaba de chegar aos 80 anos completados em 1º de agosto e faz dessa atividade um exemplo de vida. 

Paulista de Pirajuí, Emerson começou cedo a trabalhar. Em 1946, entrou na Rede Ferroviária Federal, onde se aposentou em 1983. Conciliou o trabalho na ferrovia com o trabalho de revisor na Imprensa Oficial do Estado por bom tempo. Mas continua na ativa como diretor executivo de uma empresa e é diretor de associações de ex-funcionários da RFFSA e da Imprensa.

Mora na Rua Piracuama, há mais de 20 anos. “Antes, morei muito tempo na Mooca”. Desde então fez do Parque da Água Branca um lugar para fazer suas caminhadas. E foi aqui, em 2002, que conheceu o Projeto Exercício e Coração, criado pela Escola de Educação Física da USP que iniciava um trabalho de atividades físicas para pessoas maiores de 50 anos. Ele foi um dos primeiros alunos.

O projeto tem por finalidade oferecer auxílio à prática de exercícios para a população, através de aulas de alongamento, prescrição de exercícios e outras atividades físicas. As aulas são gratuitas e acontecem nas manhãs de segunda, quarta e sexta, a partir das 7h da manhã. 

Nas terças e quintas, das 7 às 8 horas, é o professor Emerson quem dita o ritmo dos exercícios. Fez desse trabalho voluntário uma missão. “São doze anos”, garante. 

Ele conta que antes da aposentadoria nunca se dedicou a fazer exercícios ou praticar um esporte de maneira mais regular. “Não tinha tempo e nem muito interesse. Comecei a caminhar depois da aposentadoria e não parei mais.” 

Pela dedicação, acabou virando professor-voluntário do projeto a convite do professor Bruno Modesto, coordenador do projeto Exercício e Coração. 

Neste ano, ao completar 80 anos em 1o de agosto, ganhou uma animada festa e foi homenageado com a edição do livro “Os Oitenta Anos de um Professor Criança”. Nele, os 70 alunos que participam das atividades físicas são retratados em uma breve biografia e todos dedicam uma palavra de agradecimento ao professor Emerson pela sua determinação em incentivar as atividades físicas para seus colegas. 

O grupo que se reúne diariamente tem integrantes com idades que variam dos 50 até os 84 anos. Além de exercícios, a turma também se junta para festejar datas como São João, Carnaval e Natal. 

Quem quiser se juntar ao grupo é só aparecer no Parque da Água Branca e seguir as instruções do professor Emerson, que espera “chegar aos 110 anos”. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA