Batendo|asas.

0
1797

Foto:

Batendo asas

Se você pensa que já sabe tudo sobre a domesticação de aves, talvez tenha que rever a cartilha de mandamentos com algumas orientações especiais, como saber que, o bichinho na gaiola precisa de atenção e de atividades que o deixem feliz.

Para a edição de outubro, a sessão Animal vai falar dos cuidados que devem ser levados em consideração quando o pet da casa é uma ave. O Guia Daqui conversou com Renata Gaspar Vieira, médica veterinária com experiência em clínicas e hospitais veterinários, e uma das responsáveis pela África Pet, espaço com serviços e produtos especializados para o seu bichinho de estimação.

Instalada em uma casa ampla e arejada, o projeto que adequou a casa para a clínica previu um viveiro espaçoso para receber as aves de diferentes portes, cujos donos procuram o serviço de hotel. “Temos um grande espaço para hotel – e um cuidado para que, durante a estadia o pássaro tome sol, que tenha contato com a chuva e uma alimentação nutricionalmente balanceada.”

Além de higiene adequada e refeição de qualidade, muita gente ainda mantém alguns hábitos que nem sempre são indicados para os bichinhos. “A ave tem que ter uma referência de onde ela come, toma água e dorme. O bicho gosta de dormir empoleirado, sempre no escuro – às vezes, o dono está no escuro e assistindo a novela, não adianta, esse não é um ambiente para uma ave”. 

Além disso, reforça Renata, não adianta colocar a ave em uma gaiola, apenas, pois o bichinho precisa de atenção. “A cacatua é superdócil, mas também é supercarente, e precisa de carinho”. Segundo a veterinária, esse pássaro vive, em média, sessenta anos e a decisão deve ser planejada e consciente. A África Pet ainda não comercializa esse tipo de aves, porém, lá se encontra tudo o que o bicho precisa.

O serviço de hotel é cobrado por diárias. O dono pode escolher levar a ração do animal e o custo é de quarenta reais, ou incluir a refeição no preço da diária. O cardápio oferece frutas frescas, legumes e ração balanceada e o preço é 50 reais. “Quando o dono decide abrir o pacote de ração aqui, ela é devolvida no momento que o proprietário vem buscar o animal”.

As doenças transmitidas dos bichos para o humano conhecidas como zoonoses foi outro tema abordado pela veterinária que aconselha a perguntar, no momento da compra, se o animal é positivo para doenças como clamídia ou não, e procurar saber qual o procedimento correto para esses casos. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA