Peixe de água doce…

0
2232

Foto:

Peixe de água doce...

A natação faz bem à saúde. “Ela mexe com todos os músculos do corpo. Não força como a musculação e não tem impacto como os exercícios terrestres”, explica Silvia Testa, professora do Conjunto Desportivo Baby Barioni desde 2001.
Os benefícios da natação são inúmeros. Inclusive, alguns médicos indicam a atividade para quem tem doenças respiratórias. Além disso, por meio do esporte é possível perder uns quilinhos extras, por outro lado, é preciso ter ciência de que isso acontece de forma bem lenta. “Tem muita gente que vem com intuito de emagrecer. Na atividade, leva-se um tempo para perder peso. É mais fácil afinar fazendo caminhadas, andando de bicicleta. Para perder muitas calorias na natação, é preciso aumentar a carga e fazer o esporte pelo menos três vezes por semana”, conta Silvia, que já viu um de seus alunos perder 10 quilos fazendo a atividade quatro vezes por semana.Para praticar natação, há poucas contraindicações. “Quem tem artrite ou artrose é importante primeiro começar com aulas de hidroginástica”, explica Silvia. Já os iniciantes, devem ter paciência nas primeiras aulas. “O pessoal mais velho demora pelo menos um ano para sair da parede. É preciso saber que é demorado, se não tiver base. Tem muito aluno que vem aqui e acha que já vai sair nadando na primeira aula e não é assim”, elucida Silvia. Outro ponto importante para iniciar o esporte é gostar de água. Há muita gente que não gosta do meio líquido.Quando o assunto é nadar, as crianças saem na frente. “Se colocarmos um bebê na água, ele vai conseguir se locomover com facilidade. Dentro da água, o pequenino para de respirar, mas com o tempo ele vai perdendo esse reflexo”, diz Silvia. A idade ideal para iniciar a natação é a partir dos cinco anos. Segundo a professora, a criançada tem que começar pelas beiradas e deve-se evitar o uso de boias, para que não fiquem viciados e tenham mais preguiça de começar a nadar por conta própria.Os visitantes mais assíduos do Baby Barione são os idosos. “A terceira idade vem aqui para se relacionar, vem recrear”, conta Silvia. O esporte nessa fase pode, sim, significar qualidade de vida. Basta fazer com frequência.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA