Bike pra lá de sustentável

0
1507

Foto:

,

Feita com material reciclado, a bicicleta criada por Juan Muzzi é triplamente ecológica: elimina a extração de minérios na fabricação, retira materiais de grande toxicidade do meio ambiente e ajuda na mobilidade dos cidadãos sem poluir.

A ideia de uma bicicleta ecológica brotou da cabeça criativa de Juan Muzzi, artista plástico e empresário, nascido no Uruguai e estabelecido em Perdizes. Tudo começou há 12 anos, quando Juan, já dono de uma empresa de brinquedos, visitou uma fábrica de bicicletas da qual comprava rodinhas para os patinetes que produzia. “Eu fiquei impressionado com aquela fábrica, pois pude ver de perto todos os processos de fabricação de uma bicicleta. Me chamou a atenção o número de empregados existentes e como era ultrapassada e custosa a produção de uma unidade. Até conversei com o dono sobre a possibilidade dele fazer uma bicicleta de material menos poluente, mas ele nem me deu ouvidos. Foi então que decidi iniciar meu próprio projeto”, conta.
Os estudos da nova bicicleta feita de material de reuso começaram, mas os protótipos iniciais não eram seguros, duráveis, nem eficazes. O projeto se arrastou até 2010 por insistência de Juan, até que finalmente ele encontrou a fórmula ideal. “De dois anos para cá, venho produzindo numa escala pequena e sempre melhorando. Gastei muito dinheiro próprio com esse projeto, mas não desisti e consegui um empréstimo do Banco do Uruguai. Não consegui esse apoio no Brasil. Infelizmente, eu senti que por aqui não há dinheiro disponível para as ideias que tratam de temas como pioneirismo, desenvolvimento ou ecologia”, revela.
Hoje, Juan é dono intelectual da primeira bicicleta do mundo com quadro feito de plástico reciclado, injetável, de peça única. Os materiais utilizados na fabricação variam: podem vir de pára-choques ou outras peças de carros usados, embalagens vazias de xampu, polipropileno, garrafas PET, entre outros. Juan compra o material já moído, mistura e forma uma massa resistente, que vai para o molde fabricar o quadro. “O grande acontecimento desse projeto foi o molde, que pesa cinco toneladas, e que já temos a patente definitiva, pois ele fabrica um quadro totalmente resistente, que sai pronto da injetora”, explica.  
Juan diz se sentir realizado com esta bike, que ganhou seu sobrenome: Muzzicycles. “Isso foi o máximo que aconteceu na minha vida. Fazer uma bicicleta popular, a tal ponto que vai ser muito barato daqui a um tempo, e que não polui, não extrai minérios da natureza e não gera a mesma quantidade de CO2 em sua fabricação, é uma imensa satisfação”, finaliza.
Para conhecer melhor ou fazer pedidos da Muzzicycles, entre no site. (ND)

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA