A doutora da cozinha

0
2787

Moradora de Perdizes, finalista do programa Bake Off Brasil, é odontopediatra e conta para o Guia Daqui Perdizes como se apaixonou perdidamente por culinária.

Seu nome é Marília Rosenberg Beznos e a sua profissão é dentista. Formada há mais de 20 anos e com um consultório aberto em Higienópolis, ela descobriu que poderia transformar qualquer ingrediente em um prato digno de chef. “Eu gosto de cozinhar desde criança e sempre achei a cozinha um lugar mágico, onde as coisas acontecem… daí, quando eu me casei (no ano 2000), finalmente eu tive a minha própria cozinha (virei a chef dela) e fiquei ainda mais interessada em cozinhar bem para receber amigos e fazer festas em casa. Comecei a consumir artigos de cozinha e uma dessas lojas me convidou para fazer uma aula de culinária, como um presente. Fiz a aula e me encantei por poder estar ali, tirar minhas dúvidas com um cozinheiro profissional e provar o prato… comecei a virar aluna frequente de outros cursos avulsos pagos, inclusive fiz alguns fora do país (entre eles o da Escola Estúdio do Sabor e do Senac (em São Paulo), do L’Atelier des Chefs (em Londres) e da famosa escola Le Cordon Bleu (na França)”, revela Marília.

Em 2010, depois que aprendeu a dominar a arte de cozinhar, preparando diferentes pratos salgados e doces e lembrando também de lições que aprendeu com a sua avó, começou a adaptar receitas e transformou seu hobby em uma segunda profissão, formatando cardápios especiais e realizando aulas de culinária na cozinha de sua casa, que fica em Perdizes. “Percebi que eu poderia dar aula dos pratos que eu sei fazer, então comecei a reunir grupos de amigas, cobrando pelas aulas, e a notícia foi se espalhando… hoje, uma vez por mês, eu junto de oito a dez pessoas, preparo um menu com apostila, faço a comida, tiro dúvidas e depois degustamos tudo o que foi feito juntas”, explica.

A dentista e culinarista também oferece pratos e menu para eventos e realiza festas para crianças de nove a 12 anos, em formato de competição, estilo MasterChef. Além disso, ela também mantém um canal no YouTube chamado “Mordida Perfeita”, no qual já postou mais de 67 vídeos com receitas e dicas e que já tem mais 11 mil seguidores, conquistados um a um e que aumentaram substancialmente após a sua participação na primeira temporada do programa Bake Off Brasil – Mão na Massa, do SBT, em 2015. “Eu era reconhecida na rua na época do programa. Foi um assédio, mas eu adorava. Fiquei com fama de ser aquela que conversava com a comida porque, no reality, me mostraram cantando para um bolo (risos)… mas eu faço isso mesmo… quando coloco um bolo no forno eu sempre digo ‘vai meu filho, cresce’.”

Perguntada sobre os sabores que mais gosta de preparar e comer, Marília diz que, mesmo tendo participado de um programa mais voltado à confeitaria, ela gosta tanto de fazer receitas salgadas quanto doces, embora, hoje em dia, ache as doces mais apaixonantes e parecidas com a profissão que tem. “Brinco que no consultório o açúcar é um vilão e na cozinha ele é um herói… e a confeitaria é a coisa mais parecida com odontologia que existe: em ambas é preciso muita habilidade manual para modelar e esculpir (massinhas).”

Entre seus pratos preferidos, alguns dos quais à disposição em seu canal, ela cita o salmon en croute, o bolo de wafles, que a sua avó lhe ensinou, a pavlova, um grande suspiro, com chantilly e muitas frutas, e a torta Regina, sua receita mais vista (66 mil visualizações), responsável por seu terceiro lugar no Bake Off. “Na competição, eu não acertei o ponto do caramelo, mas depois aprendi.”

Para terminar, Marília fala um pouco sobre sua relação com o bairro de Perdizes, que conhece e frequenta desde criança. “Eu nasci em Higienópolis, mas sempre estava no bairro porque a minha avó morava na (rua) Iperoig e a minha tia no edifício Mirante do Sumaré. Quando me casei, mudei para a (rua) Cayowaá, depois fui para a (rua) Ministro Ferreira Alves e desde 2010 moro na atual residência também no bairro. Entre os lugares que gosto de frequentar por aqui estão: a Di Marco (rotisseria), a padaria Dalisa, o Manihi Sushi, a Engenharia do Hamburguer, a Hobby e, claro, o Zé do Hamburguer, além do Zaffari, da Padaria Real, do Bondinho, do Parque da Sabesp e do Parque da Água Branca. Adoro o bairro por ele ser perto de tudo e ainda manter esse ar calmo e bem residencial”, finaliza a dentista, que ainda é mãe de dois filhos e adora caminhar e andar de bike na região. (ND)

Marília Rosenberg Beznos
www.mordidaperfeita.com
www.facebook.com/
mordidaperfeitamariliabeznos

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA