Atelier Oliva, conexão com a arte

0
486

Foto: Lucia Oliveira

Lucia Oliveira
Cristina Oliva do Atelier Oliva

Apaixonada por desenho, pintura e pela mente humana, a artista plástica Cristina Oliva criou um atelier, em Perdizes, onde estimula os alunos a fazer arte desenvolvendo o lado criativo do cérebro.

Para aprender as técnicas de desenho e pintura, os alunos da artista plástica Cristina Oliva são estimulados, antes de mais nada, a se conectar com a realidade presente. A cada início de aula no ateliê que Cristina montou em um belo e ensolarado casarão de Perdizes, a turma fica em pé, ao redor da mesa de trabalho, e segue os comandos da professora para, em silêncio, sentir a respiração e ‘apagar’ a ansiedade e o estresse. “É uma espécie de meditação para que eles saiam do automático e se conectem com o instante em que estão vivendo”, explica ela. Só depois disso é que começam a mexer nos lápis, tintas e pincéis. Esse preâmbulo, ressalta Cristina, é fundamental para que o cérebro de cada um ‘entre’ na aula e a criatividade flua mais facilmente.

GDPP - agosto 2019 - Casa e Escritório - Atelier Oliva 1Formada pelo Centro Universitário Belas Artes, em São Paulo, Cristina descobriu o dom para o desenho e a pintura ainda menina, quando morava em sua cidade natal, Clorinda, na Argentina. Já aqui no Brasil, passou a se interessar também pela mente humana, aliando as duas paixões em seu trabalho. “O desenvolvimento da capacidade criativa está diretamente ligado ao estímulo do lado direito do cérebro”, afirma ela. “Por isso, nos meus cursos, eu procuro trabalhar esse estímulo de forma integrada com as técnicas de pintura e desenho”. Nas apostilas que acompanham os cursos, desenvolvidas pelo filho Mateus Mello, formado em Radio e TV, há uma parte teórica para ensinar aos alunos a importância e a melhor forma de desenvolver esse lado criativo do cérebro. “Só assim eles vão sentir que estão se aprimorando como artistas e, a medida em que percebem isso, a arte vai se enraizando em cada um e eles não deixam mais de pintar e desenhar”, explica.

O Atelier Oliva atende um público de todas as faixas de idade, a partir dos sete anos. Um dos diferenciais das aulas é que os alunos não trabalham a partir de um modelo pronto, mas cada um discute com a professora a figura que vai desenhar e a paleta de cores que será usada na pintura. “Por isso, as aulas acabam sendo personalizadas e o trabalho fica com a cara do aluno e do jeito que ele o enxerga”, destaca Cristina. Ela afirma que pintar e desenhar não é apenas um dom nato, mas algo que todos podem aprender se estimulados da maneira correta.

No atelier, além das salas de aula há uma loja, com objetos pintados por Cristina, prontos para serem vendidos, e outros ‘em branco’ que os clientes encomendam e definem como querem que sejam pintados. “Faço de caixas em madeira até jogos de porcelana personalizados, para os quais o cliente define o tema e as cores que querem que eu use”, descreve. “Em todo o trabalho que desenvolvo, gosto de pensar que a arte é um instrumento fundamental para aproveitar a vida de uma forma mais leve e saudável e, por isso, é algo tão importante para as pessoas”. (Lucia Oliveira)

Atelier Oliva, Rua Doutor Cândido Espinheira, 832, Perdizes, Telefone 3863-2120, Whatsapp 99179-7948, Instagram: olivaatelier

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA