De onde vem os perfumes

0
1259

Foto:

As misturas de cada fragrância

Criado há mais de 3 mil anos no Egito, não há que não tenha um perfume para chamar de seu. Há quem prefira os doces, os amadeirados ou os cítricos. Isso sem contar as pessoas ou eventos que determinados perfumes nos fazem lembrar.
A Faculdade Santa Marcelina (FASM) inaugurou, dia 23 de setembro, o Espaço Perfume Arte + História, em parceria com O Boticário, e presta uma bela homenagem a esse importante item pessoal. A mostra é dedicada não somente à história da perfumaria no Brasil e no mundo, mas também suas características, sua relação com a moda, além de mostrar como ele é produzido.
Vários sentidos são estimulados durante o passeio, em especial o olfato. A entrada da exposição há uma bancada onde se pode sentir o cheiro característico de cada tipo de perfume. Grandes vitrines mostram o surgimento e o desenvolvimento de sua história, com objetos originais surpreendentes, como um frasco de vidro datado de 1500 a.C. e um exemplar da “Eau de Cologne Royale – Jean Marie Farina”, a famosa água-de-colônia criada especialmente para Napoleão Bonaparte carregar dentro de sua bota.
Do outro lado do corredor, a ligação do perfume com a moda, mostrando os frascos e fragrâncias marcantes de cada época entre as décadas de 1900 e 2000. Sete croquis desenhados por alunos da Faculdade Santa Marcelina ilustram os estilos de cada década. Uma parte da exposição é dedicada à vinda do perfume para o Brasil, no século 19. E um grande quadro explicativo traz os principais frascos e as misturas que compõem sua fragrância.
A Pirâmide Olfativa, um equipamento interativo importado da França exclusivamente para a exposição, exibe um vídeo explicativo sobre as três partes ou movimentos que compõem um perfume – notas de saída, corpo e fundo, até o perfume completo. Enquanto o vídeo é exibido, as fragrâncias são exaladas. Também é possível ver um extenso arquivo de campanhas publicitárias – impressas e televisivas – dos principais perfumes nacionais e importados. No mezanino fica o Espaço Wheaton, que mostra a importância do frasco para a composição do perfume.
Ao todo, mais de 500 peças históricas, entre objetos originais e réplicas, ilustram e ajudam a entender a composição de um perfume e conhecer suas matérias-primas. O acervo foi composto com a colaboração de mais de 100 marcas do segmento da perfumaria.
A entrada é gratuita e o Espaço funciona de terça a sábado, das 10 às 18h, quinta, das 10 às 20h, e domingo, das 12 às 18h.

Espaço Perfume Arte + História
Entrada gratuita
Rua Dr. Emílio Ribas, 110, Perdizes
Telefone 2361-7728

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA