Uma nova proposta

0
1516

Foto:

.

O jovem casal de chefs, Juliana Amorim e Guilherme Tse Cândido, depois de anos no exterior e no Brasil estudando e adquirindo experiências, inaugurou, em janeiro, o Ecully.

Ecully (pronuncia-se Ecullí) é uma pequena cidade próxima a Lyon, no sul da França. É lá que fica o famoso Institut Paul Bocuse, onde Guilherme e Juliana foram estudar e acabaram se conhecendo. Antes, ele já havia trabalhado com sushis e cursou gastronomia na Faculdade Anhembi Morumbi. Ela trocou as artes plásticas pela culinária. Fez Faculdade Senac antes de seguir para a França.
Depois do curso, estagiaram e trabalharam no El Bulli Hotel, em Sevilha, na Espanha. Da Andaluzia, ele seguiu para a Itália e ela para Portugal. Quando retornaram ao Brasil, criaram um bufê que continua a existir e agregaram o restaurante, que abre de terça a sábado só para jantar e domingo, para almoço, das 12 às 17h.
Abrir o restaurante no bairro se deve, segundo Juliana, “porque somos moradores do bairro e queríamos que o restaurante ficasse próximo de casa”.
O ambiente é muito charmoso e bem montado. O salão em formato de “L”, tem teto em vidro e muito verde. A área ocupa o quintal do sobrado. Um amplo bar à direita e ligado a ele, a cozinha, toda envidraçada e de onde pode-se ver o desempenho da equipe. Um detalhe chama a atenção: sobre as mesas de madeira, um pequeno ralador com uma vela cria uma boa atmosfera.
O cardápio expressa a experiência vivida fora do país. Eles informam que a cozinha é artesanal, com os ingredientes feitos lá, com a intenção de surpreender o paladar.
Pescados e frutos do mar, carnes, aves, massas elaborados em diversas apresentações estão no cardápio. 
O restaurante tem uma bem abastecida adega uma livraria gastronômica, uma loja de utensílios e também uma galeria de arte, que até o final do mês expõe as coloridas telas de Dan Mabe, neto do pintor Manabu Mabe. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA